Como fazer no chão da escola


#1

O problema que trago aqui foi motivo de outro diálogo, mas se repete e neste momento nas duas instancias que tenho trabalhado: mooc e openredu.ufpe.br. A questão é como inserir uma figura e ou um vídeo em uma aula. o problema é que a plataforma não faz o upload do arquivo para adicionar depois. Percebem que não é uma questão de “script” ou roteiro de “como fazer”. A questão é que essa versão evódia por algum motivo não permite fazer o upload. No caso do vídeo também não aceita colar o URL do youtube. Muito obrigado


#2

Olá @francisco.silva,

Grato por tua contribição! :slight_smile:

A instância http://openredu.ufpe.br é uma demonstração. Ela não está completa e como usamos as máquinas do CIn desativamos o armazenamento de arquivos pois temos uma conta limitada nas máquinas do CIn. Isso permite um grande número de pessoas experimentarem o Openredu em plenitude sem termos de ampliar continuamente o armazenamento necessário.

Estamos analisando com a equipe da Viitra inovações, @hscs e Tiago Nogueira, a possibildiade de ligarmos uma instância completa que permita às pessoas contratarem o armazenamento que desejarem. Isso ainda não é possível por uma questão burocrática que estamos vencendo em poucos dias e de recursos.

Abraço,
Alex


#3

Prof Dr Alex Sandro Gomes e toda a comunidade, obrigado pela atenção. Entendi e aceito as razões da instancia no CIn. Agora insisto a mesma resposta vale para a instancia da SEE?


#4

Sobre a limitação de espaço na instancia MOOC, Sr Professor Alex, caso confirme a mesma restrição de espaço nos servidores da ATI penso que precisamos propor alternativas. Por exemplo a pasta “Arquivos de apoio” já tem espaço limitado por curso e portanto por usuário e neste sentido o professor será capaz de se organizar para limitar suas animações nos cursos. Então limitar o espaço para cada usuário ja seria uma solução razoável. Percebam caros amigos, que a insistência tem uma importância pois defendemos uma plataforma com características de rede social e as vezes vou mais alem, e digo: é uma espécie de facebook para a sala de aula, e como vamos fazer os cursos (mesmo para demostração) somente com textos? Sabemos como nos espaços da juventude a comunicação funciona bem com recursos visuais. um exercício, um texto sem um “meme” não rola! Mais uma vez agradeço a paciência dos colegas. Obrigado.
P.s. essa experiencia que falo sobre o uso de imagens na plataforma é fruto da pesquisa e das vivencias com a juventude do 1º Ano A da escola onde realizei a pesquisa que resultou no trabalho de Dissertação. Não foi fácil aprender a dialogar com eles, a diferença de quatro décadas pegou e tive que aprender com eles. Desculpa… um abraço a todos.


#5

Prezado @francisco.silva,

São duas instâncias distintas e para finalidades específicas. A nossa é uma instância de demonstração, por isso a limitação. A instância na SEE PE é uma instância de produção. Portanto, o armazenamento deverá ser bem mais amplo, com certeza. Nos da comunidade estamos acompanhando e você pode ser aproximar dos colegas que irão fazer a gestão da instância instalada para informar a demanda real dos profissionais.

Não limite na aplicação para armazenamento. É tudo uma questão de gestão de TI (infraestrutura disponível, política interna, segurança).

O passo da implantação foi apenas a primeira batalha vencida! Convido você e outros colegas da rede para participarem. Adianto que os teus questionamento são muito pertinentes pois refletem a participação dos educadores na construção de um serviço de TI. Muito diferente do que acontece quando ocorre uma contratação de produto fechado e que se determina de cima para baixo o modo como ele será utilizada. A participação de muitos colicitando o uso do Openredu é fndamental neste momento.

Vamos trazer mais colegas para este fórum, por favor, e ampliar este debate!

Abraço,
Alex


#6

Em particular sobre a questão da imagem, note que a SEE PE tem liberdade agora para alterar o próprio Openredu e incorporar funcionalidades que lhe são específicas. Estaremos atuando em rede, descentralizada mesmo que coordenada, e a oferta desse serviço de customização pode ser espontâneo por parte de desenvolvedores inernos e externos às nossas instituições.

É muito importante agora fazer crescer a rede de colaboração da comundiade atraindo profissionais! Faça isso com seus contatos! Arregimente colegas para o nosso movimento! Sim, software livre é movimento social para promover transformação social! Vide referência abaixo:

EVANGELISTA, Rafael. O movimento software livre do Brasil. política, trabalho e hacking. Horizontes antropológicos, n. 41, p. 173-200, 2014. Link: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832014000100007


#7

Neste tópico, com imagem, vou explicar a todos o que é este problema na prática ou seja na elaboração de uma aula. Vale salientar que ja entendi a mensagem do Sr Prof Dr. Alex Sandro e aceito a razão pela qual se limita o espaço de uso do servidor em cada caso em cada instancia. Agora entendo ser positivo que os colegas educadores que vão utilizar a instancia para teste no campo da educação saibam que é um recurso importante que a plataforma tem, ja muito bem desenvolvido, mas que neste espaço de teste não está disponível. Certamente evita perder tempo tentando em vão (como eu sofri e até ficar com vergonha de trazer para o fórum porque de tão fácil e eu não saber?!). Este aleerta ja serve para os colegas alunos da UPE-Mata norte - curso de Licenciatura em Matemática - Prof @HaroldoAmaral que vão utilizar o Openredu na instancia UFPE durante um trabalho da componente curricular Pratica (…). Abaixo temos duas figuras: uma um recorte do painel de aulas do Openredu - UFPE e na outra o painel de aulas da instancia da Sec de Educação do Estado.


#8

Prezado Senhor Professor Mestre Francisco Romildo,

Se estou entendendo, a versão da instância de demonstração parece ser anterior à que foi instalada na SEE PE. Vou ver com o @hscs a possibilidade de atualizarmos essa instância e informaresmos o senhor.

Atenciosamente,
Alex